Atualidades

Morre no Rio de janeiro , Jose Louzeiro, escritor de Em Carne Viva, livro que reviveu o drama da estilista Zuzu Angel.

sexta-feira, dezembro 29, 2017

 

O escritor, roteirista e jornalista maranhense José Louzeiro, de 85 anos, morreu em 29 de dezembro   em sua residência no Rio de Janeiro. O escritor morreu de parada cardiorrespiratória e sofria de diabetes.

Nascido em São Luís, em 1932, José de Jesus Louzeiro ingressou no jornalismo aos 16 anos de idade, como estagiário no jornal O Imparcial, na capital maranhense. Com 21 anos, veio para o Rio de Janeiro, onde se radicou e trabalhou por mais de 20 anos como repórter policial, em importantes jornais e revistas como Diário CariocaCorreio da ManhãÚltima Hora e Manchete.

 O  reconhecimento profissional aconteceu em 1976, quando Jose  Louzeiro lançou Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia, o primeiro título no gênero literário  de  romance-reportagem com narrativas biográficas baseadas em casos famosos da crônica policial.

Foram quase 40 livros,  entre os quais destacam-se: Em Carne Viva, que reviveu o drama da estilista Zuzu Angel e de seu filho Stuart Angel, morto pela ditadura militar, na década de 70. Infância dos Mortos, que serviu de argumento para o filme Pixote, a Lei do Mais Fraco, de Hector Babenco, que  Louzeiro  foi o  roteirista; além de  Aracelli, Meu Amor

No cinema, além de Pixote, Louzeiro  assinou o roteiro de outros nove filmes, entre os quais O Homem da Capa Preta, Sergio Rezende, Os Amores da Pantera, de Jece Valadão, e Amor Bandido, de Jeff Nichols. Foi também autor de telenovelas   como Corpo SantoGuerra sem Fim e O Marajá. Esta última, uma comédia inspirada no governo de Fernando Collor, foi censurada antes de ir ao ar.

Seu ultimo trabalho foi o roteiro para o filme Vigário Geral em 2013.

Zuzu em

Atualidades

noticias

Feliz Aniversário Hildegard Angel!

Hoje é dia da filha da Zuzu, mãe de João Pedro, esposa do Francis, atriz, modelo, escritora, jornalista, colunista, formadora de opinião, criadora de bordões, carioca, influenciadora social, flamenguista: Hildegard Angel.

noticias

Zuzu Angel: estilo, coragem e resistência

'Stuart é um símbolo; um símbolo de toda uma geração martirizada; ele simboliza a democracia (...) que é negada aos brasileiros'

noticias

A força da beleza, do caráter e do temperamento de Martha Rocha

A colunista Hildegard Angel, do Jornalistas pela Democracia, lembra de Martha Rocha, morta no ultimo dia 5 de julho. "Martha foi uma famosa tão famosa, que tudo considerado extraordinariamente bonito no Brasil foi rebatizado com seu nome, a partir do título da Miss Brasil 1954",

noticias

Para filha, negar o assassinato de Zuzu Angel é crime contra a memória do país

União terá que pagar indenização por danos morais às filhas da estilista, morta em “acidente” em 1976. Ela se dedicava a encontrar o filho, Stuart, desaparecido cinco anos antes e morto pela ditadura.